SITE OFICIAL DA CIDADE DE MONTALVÂNIA
WWW.MONTALVANIA.COM.BR

Publicidade: (77) 9 9949-4184
Parceiros1

ÚLTIMASNOTÍCIAS

    13º salário

  07 Dezembro de 2016

13º DOS SERVIDORES PÚBLICOS


  Servidores públicos de Minas receberão metade do 13º salário em 22 de dezembro; a outra metade sairá até 24 de março.

O governo de Minas divulgou hoje a tabela de pagamento do 13º salário do funcionalismo público. De acordo com o divulgado, todos os servidores receberão a metade do 13º em 22 de dezembro. Já no dia 24 de janeiro, os servidores que recebem até R$ 6 mil receberão até R$ 3 mil de 13º. 

MARÇO

Os servidores que recebem mais de R$ 6 mil por mês receberão o restante do benefício até 24 de março. A informação de que o 13º seria parcelado foi antecipada pelo governador Fernando Pimentel, em reunião com a cúpula dos Poderes do Estado. 



Compartilhe nas Redes Sociais

    Pesquisa

  06 Dezembro de 2016

73% dos brasileiros querem excluir seu perfil do Facebook


  73% dos brasileiros querem excluir seu perfil do Facebook por considerarem perda de tempo - conclui pesquisa.

Pesquisa da Kaspersky Lab indica: 73% dos usuários brasileiros de redes sociais pensam em excluir seus perfis, mas não o fazem porque não querem ficar sem seus amigos e recordações. 

AMIGOS

Teriam concluído que plataformas, como o Facebook, são uma perda de tempo. O estudo global, feito online, teve 4.800 participantes, sendo 887 deles brasileiros. A preocupação de perder amigos é o motivo mais indicado para a permanência, sendo respondido por 68% deles. Para 21%, entretanto, a maior preocupação são os arquivos – como fotos – guardados em suas contas.

PROPOSTAS

Uma das soluções propostas pela Kaspersky Lab é o FFForget, um aplicativo capaz de fazer o backup de dados de redes sociais e mantê-las em local seguro e criptografado. Mas muitas redes sociais, como o Facebook e o Twitter já possuem recursos específicos que deixam os usuários fazerem backups de seus dados na rede, permitindo que as contas sejam apagadas normalmente sem o medo de perder conteúdo já publicado.


Compartilhe nas Redes Sociais

    Economia

  06 Dezembro de 2016

AGORA É OFICIAL: MINAS QUEBROU


  Pimentel pede licença a deputados para decretar calamidade financeira em Minas Gerais.

Promessa de dia agitado no plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais após a leitura, na noite da segunda-feira (5) do pedido de autorização encaminhado à Casa pelo governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, para decretar estado de calamidade financeira no Estado. A medida deve ser votada pelos 77 deputados estaduais até amanhã – no que conferem ao tema o caráter de urgência mais que urgentíssima.

Tudo indica que vai haver choro e ranger de dentes entre a oposição e até mesmo na bancada do PMDB, até aqui o fiel da balança a garantir a governabilidade do complicado governador petista. É que o decreto prevê a flexibilização de pontos críticos da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), tudo conta da agora reconhecido buraco fiscal nas contas de Minas Gerais. O decreto de Pimentel propõe, entre outras coisas, a alteração da legislação que pune gestores que ultrapassem os limites de gastos com servidores, atrasos no pagamento de dívidas e a extinção de órgãos públicos. Resumo da ópera: Pimentel quer licença para gastar dinheiros que sequer existem.

Na mensagem enviada aos deputados mineiros, Pimentel argumenta que Minas Gerais experimenta uma grave crise financeira, com "redução significativa na receita pública estadual que cria dificuldades para o pagamento de servidores e problemas no custeio da manutenção da prestação de serviços públicos essenciais".

Ainda segundo o governador, a calamidade financeira é "reflexo da queda de arrecadação em vários setores, principalmente no mercado de commodities que atingem diretamente a economia mineira". A mensagem ainda diz que o "crescimento dos gastos nos últimos anos não foi acompanhado pelo crescimento das receitas”.

Vou traduzir em miúdos: Minas quebrou, como já sabia há um bom tempo os 673 mil funcionários públicos estaduais (429 mil na ativa) foram obrigados a conviver com o parcelamento do pagamento de salários desde o início do atual governo. . Desde o início do ano, os salários são pagos em três parcelas mensais e o governo não informou ainda a data para pagamento do 13º dos servidores. A favor de Pimentel, é preciso registrar que não foi ele nem o seu PT que levou Minas ao atual caos na economia local.

A dívida do Estado com a União também foi apontada como uma das dores de cabeça que obrigaram o governador a tomar a medida extremo da decretação de emergência. "A dívida do estado junto à União, cujo contrato foi balizado no passado em outras condições econômicas representa um gasto expressivo e que continua crescendo", diz a mensagem.

Minas Gerais está no vermelho. De acordo com dados da Secretaria de Fazenda do Estado, o déficit para 2016 está previsto em R$ 10,869 bilhões, com receita de R$ 84,429 bilhões e, despesa de R$ 95,299 bilhões. Fonte: www.luisclaudioguedes.com.br


Compartilhe nas Redes Sociais

    Economia

  06 Dezembro de 2016

Petrobras anuncia reajuste dos combustíveis


  Alta da gasolina deve ter impacto de até 0,13 p.p. na inflação, mas não muda política monetária.

O aumento do preço da gasolina anunciado pela Petrobras deve ter um impacto de até 0,13 ponto percentual na inflação deste ano, mas não muda o cenário para a política monetária diante da expectativa de arrefecimento do IPCA.

Com isso, a possibilidade de a inflação terminar o ano no teto da meta --de 4,5 por cento com margem de 2 pontos percentuais-- diminui, com as projeções subindo para mais perto de 7 por cento.

"Psicologicamente era importante ficar abaixo do teto depois de ter estourado no ano anterior, o Banco Central não precisaria fazer a carta (explicando os motivos)", destacou o economista-chefe do Banco ABC Brasil, Luis Otávio Leal, que passou a ver o IPCA neste ano em 6,7 por cento.

Ainda assim ele manteve a perspectiva de corte de 0,5 ponto percentual na Selic, atualmente em 13,75 por cento, na próxima reunião do BC, indo a 10 ou 10,5 por cento no final de 2017.

A Petrobras anunciou na segunda-feira o aumento do preço da gasolina em 8,1 por cento e do diesel em 9,5 por cento, em média, nas refinarias, a partir desta terça-feira.

Segundo a estatal, se o ajuste for integralmente repassado ao consumidor, a gasolina pode subir 3,4 por cento, ou 0,12 real por litro, enquanto o diesel teria alta de 5,5 por cento, ou cerca de 0,17 real por litro.

Isso, entretanto, não altera a perspectiva de afrouxamento monetário uma vez que o cenário de desinflação dos preços de forma geral se mantém.

"Por mais que esse aumento da gasolina limite a desaceleração do IPCA, não altera o quadro de que a inflação deve continuar em trajetória de arrefecimento", disse o analista da Tendências Consultoria Marcio Milan.

Assim, a perspectiva da consultoria permanece sendo de corte de 0,5 ponto percentual na taxa básica de juros em janeiro, fechando o ano a 10,75 por cento.

Milan destacou, entretanto, que a nova política da Petrobras de reavaliar os preços dos combustíveis de forma regular dificulta traçar um cenário de mais longo prazo para a gasolina.

"A regra agora vai ser analisar mês a mês o avanço do petróleo no mercado internacional, e como o câmbio vai se portar", explicou ele.

A ata da última reunião do BC mostrou que a autoridade monetária discutiu aumentar o ritmo de cortes da Selic, com alguns dos membros do Comitê de Política Monetária (Copom) defendendo que a evolução favorável da inflação, a aprovação inicial de medidas fiscais e o ritmo fraco da economia justificariam o movimento.


Compartilhe nas Redes Sociais

    Violência

  05 Dezembro de 2016

Violência e tumulto marcam final de campeonato municipal de futebol society em Montalvânia


  Final do campeonato municipal de futebol society em Montalvânia, ocorrida neste sábado (3), foi marcada por tumulto, falta de organização, violência e destruição.

Segundo informações de jogadores e torcedores a final do campeonato, que deveria ter sido realizada há mais de um mês, se transformou num campo de guerra por incompetência da organização e da Prefeitura e acabou, aos 15 minutos de jogo, sob clima de violência, com agressões, vaias, troféus e medalhas destruídos, torcedores exaltados e gritos de “vergonha”!

Durante a confusão ainda ocorreu uma queda de energia na praça de esportes, local do jogo, o que deixou os torcedores apreensivos com a possibilidade de um tumulto ainda maior e com mais violência.

Conforme alguns torcedores a final foi um reflexo da Administração do prefeito Jordão Medrado: muita bagunça, incompetência e destruição.

Ainda de acordo com torcedores, após um tumulto provocado no início da partida, quando jogadores do Naylhor agrediram membros da comissão organizadora por uma suposta falha da organização, a mesma resolveu encerrar a final aos 15 minutos do primeiro tempo, declarando a partida empatada e os dois times vencedores, o que incomodou o time do Borússia, que estava em vantagem. Segundo jogadores do time a decisão pode ter sido tomada para agradar a jogadores do time adversário, o Naylhor, que seriam em sua maioria correligionários do prefeito.

Segundo testemunhas os jogadores do Borússia quebraram e atearam fogo no troféu e nas medalhas recebidas. Tudo ao som de sonoras vaias e gritos de vergonha!

Os torcedores, que foram prestigiar um evento esportivo, saíram decepcionados e envergonhados com o espetáculo de baixarias, violência, desrespeito e desorganização!

Verdadeiramente uma vergonha de todos nós!

Por: Fernando Abreu


Compartilhe nas Redes Sociais

    Star Chic

  03 Dezembro de 2016

Como surgiu a ideia de abrir a Star Chic em Montalvânia?


  ...

Após 22 anos morando em Goiânia e Rio de Janeiro, a farmacêutica Sylene Prado juntamente com seu esposo recém-casados voltaram a morar em Montalvânia.

Começaram a observar o comportamento das pessoas da região e observavam uma grande preocupação das mesmas com os cuidados com a beleza. Juntando a experiência como farmacêutica e ex sócia de uma loja de Cosméticos no RJ , Sylene e Edson tiveram a ideia de abrir uma Loja de Cosméticos com produtos diferenciados , de qualidade e preços acessível. 

Os empresários apostaram numa loja moderna, climatizada, aconchegante, com atendimento personalizado e produtos diferenciados. Como exemplo as Roupas com Proteção Solar FPU 50+ (roupas, chapéus, viseiras que filtram 98% dos raios solares) que previnem o câncer de pele e também a queimadura solar. 

Outra inovação da Star Chic é disponibilizar mostruário (provador) de quase todos os produtos. O cliente tem a oportunidade de experimentar antes mesmo de comprar. A Star Chic em parcerias com fornecedores e profissionais conceituados da região investe em eventos como: “ Dia da Beleza”, “ Curso com dicas de auto maquiagem”, “Workshop para cabeleireiros”, além de participar de palestras de conscientização sobre “Cuidados com a pele.”

 A Star Chic busca oferecer mais facilidade aos cabeleireiros oferecendo grande variedade de produtos de uso profissional. Atualmente atende clientes de Montalvânia através da loja física, oferecendo o serviço de entrega grátis e atende encomendas de fora da cidade com envio de produtos via sedex, PAC ou transportadora. Dessa forma consegue atender clientes que já estiveram na cidade a passeio ou à trabalho. 

Para o segundo semestre a Star Chic pretende avançar nas parcerias com academias, clinicas de estética e salões de beleza afim de oferecer benefícios e descontos diferenciados para clientes em comum. Através do TeleChic (38)9 9728-5020 (fone e whatsapp), a equipe da Star Chic tira dúvidas sobre produtos, atende pedidos e recebe sugestões dos clientes.


Compartilhe nas Redes Sociais

    Novidade

  01 Dezembro de 2016

Correios decidem acabar com e-Sedex até o fim do ano


  Os Correios decidiram acabar com o e-Sedex, um dos seus principais produtos.

Segundo o jornal “O Globo”, do Rio, o anúncio deve ser feito nos próximos dias. No entanto, a possibilidade de encerrar o serviço gerou reação entre os franqueados, que já preveem queda de receitas e prometem recorrer ao judiciário para que o produto continue a ser comercializado.

EXCLUSIVO

O e-Sedex é um serviço dos Correios exclusivo para comércio eletrônico. Seu preço é quase igual ao de uma encomenda convencional, mas tem exatamente os mesmos os prazos de entrega do Sedex normal. O que difere é que a área de cobertura é restrita a algumas cidades e há o limite de peso de objetos postados - de até 15 quilos. O presidente dos Correios, Guilherme Campos Júnior, confirmou a decisão de acabar com o e-Sedex e disse que é uma das ações para sanear a empresa.


Compartilhe nas Redes Sociais

    Estudo

  28 Novembro de 2016

SAIR DO FACEBOOK PODE DEIXAR PESSOAS MAIS FELIZES, APONTA ESTUDO


  ...

Pessoas que deixaram de usar o Facebook durante uma semana se sentiram mais felizes que as que continuaram conectadas, segundo estudo dinamarquês, que culpa a rede social por males como falta de concentração ou uma vida social pouco ativa. O estudo foi feito com 1.095 pessoas na Dinamarca. 

FELIZES

O grupo foi dividido em dois: metade continuou usando o Facebook, enquanto o outro parou. Após uma semana, as pessoas que deixaram de usar o Facebook afirmaram estar mais felizes e menos tristes e solitários. 

IRREAL

Estas conclusões coincidem com as declarações de muitos especialistas de que os usuários das redes sociais só mostram em seu perfil a parte da vida que desejam que os outros vejam: as boas notícias – 61% das pessoas publicam só as coisas boas que lhe acontecem –, as fotos retocadas, o enquadramento pensado e que parece casual... Projetam uma vida irreal que faz com que metade dos usuários tenha inveja das experiências que os demais compartilham em seus perfis.


Compartilhe nas Redes Sociais

    Tristeza

  23 Novembro de 2016

APAE DE MONTALVÂNIA CORRE O RISCO DE FECHAR AS PORTAS


  ...

Com três meses de subvenção municipal atrasados, ou seja, a parcela de exatos R$ 1.666,66 que a Prefeitura deve repassar à instituição para manter o seu funcionamento normal, não é paga há três meses, a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE de Montalvânia, que sobrevive de doações e desse recurso da Prefeitura, ameaça fechar as portas e deixar de atender dezenas de crianças, jovens, adultos e idosos portadores de necessidades especiais.

Ninguém da Prefeitura foi encontrado para falar sobre o assunto.

Enquanto isso os alunos nem imaginam o que pode acontecer com eles e brincam e se divertem na sua ingenuidade.

Não vamos deixar que isso aconteça. Vamos nos unir e fazer com que a instituição continue a funcionar levando educação, saúde, alimentação, bem estar, conforto, alegria, carinho e diversão aos seus alunos.

Procure a APAE e faça uma doação. Os alunos precisam da instituição!

Fernando Abreu / Jornalista


Compartilhe nas Redes Sociais

    Evento

  23 Novembro de 2016

CHUVA DE MISERICÓRDIA


  Encerramento do Ano Santo da Misericórdia, em Montalvânia, foi marcado pela fé, alegria, reflexão, comunhão e muita chuva

Chuva de bênçãos e de misericórdia! Assim foi tratada, pela bispo Dom José Moreira, a chuva que caiu em Montalvânia durante o evento de celebração do Encerramento do Ano Santo da Misericórdia, na tarde deste sábado (19).

Tudo preparado com muita organização e capricho pelos fiéis da Paróquia Cristo Rei, com a participação de grande parte da população cochanina, para receber pela primeira vez na história um evento diocesano: A Celebração do Encerramento do Ano Santo da Misericórdia, instituído pelo papa Francisco dia 8 de dezembro de 2015. O Evento deveria ser encerrado dia 20 de novembro de 2016, nas comemorações do Dia de Cristo Rei.

Como Montalvânia é a única paróquia da diocese que tem Cristo Rei como padroeiro, foi sugerido pelo bispo Dom José Moreira que a celebração acontecesse na cidade.

De acordo com o pároco local, padre Paulo Roberto da Silva, foi com muita alegria que ele e toda comunidade católica de Montalvânia receberam o convite.

- Para nós da paróquia Cristo Rei foi um convite que acolhemos com muita alegria! Pela primeira vez iríamos receber um evento promovido pela diocese, o que nos deixaria muito felizes.

Formamos as equipes, fomos em busca de apoios e voluntários e organizamos com muito capricho uma festa que iria receber muita gente e marcaria nossa paróquia para sempre, disse padre Paulo.

Conforme padre Paulo toda a comunidade católica da cidade participou e colaborou na organização do evento.

- A festa teve a mão de todo o povo cochanino, que é um povo bastante caridoso, de muita fé e que vive a partilha, afirma o padre.

Caravanas de quase todas as cidades da Diocese como Januária, Itacarambi, São Romão, Manga, Pintópolis, Miravânia, Juvenília, Cônego Marinho, Santa Fé de Minas e diversas outras chegaram à cidade para a celebração. Os padres de quase toda a diocese também comparecem.

Mas, antes de começar a tão sonhada festa santa, uma forte chuva caiu sobre a cidade, fazendo com que toda a programação fosse alterada, dificultando sua realização.

Segundo padre Paulo o evento teria uma caminhada festiva em direção à Porta Santa na igreja matriz de Cristo Rei. Os fieis iriam passar pela porta encerrando o Ano da Misericórdia, mas por causa da chuva esta etapa não aconteceu, assim como a realização do show católico com o cantor Gleysson Rodrigues. Tudo foi realizado em um ginásio coberto na Praça de Esportes da cidade, onde os fiéis, ainda mais juntos, puderam sentir ainda mais o calor humano do povo cochanino e visitantes.

Padre Paulo disse que a chuva sempre deve ser encarada como bênção, já que em nossa região do Norte de Minas Gerais é bastante castigada pela seca e que a Igreja não deve ser uma Igreja de pés limpos, mas de pés sujos, sujos da poeira, da lama da estrada, uma Igreja missionária e acolhedora.

- Chuva é bênção, é alegria, é esperança! Com chuva a natureza se veste de verde, o homem do campo fica com mais esperança e fé no olhar! Nossa região precisava dessa chuva e nós só temos que agradecer a Deus por termos sido presenteados com ela neste dia em que pedimos a misericórdia do Pai. A chuva trouxe muitas alegrias ao nosso povo, exalta padre Paulo.

A Santa Missa com participação do Ministério de Música Gênesis, da paróquia Cristo Rei, foi celebrada pelo bispo Dom José, auxiliado por todos os padres presentes, foi muito participativa e cheia de novidades como a apresentação de fiéis da aldeia indígena Xacriabá de São João das Missões, mostrando a misericórdia e a tolerância de crenças e ainda encenações de passagens bíblicos de misericórdia e a participação do padre Guilherme Michels, antigo pároco da cidade e que lá reside até hoje. Houve ainda apresentação do Ministério de Música Nossa Senhora das Mercês da cidade de Manga.

Segundo os fiéis foi um evento alegre, maravilhoso, de muita fé e reflexão e que a chuva não atrapalhou em nada.

Padre Paulo disse ainda que a festa celebrou o Ano em que Jesus nos convida a dar perdão e a amar sem medida e que devemos aprender a sermos santos nas pequenas coisas: no amor à nossa família, ajudando ao próximo, ajudando o irmão que sofre, a estender a mão ao irmão caído, com uma palavra amiga, com um abraço que acolhe...

- Acredito que o Ano da Misericórdia teve início, na realidade, com a eleição do Papa Francisco. Nossa Igreja estava passando por tempos difíceis, não estava conseguindo chegar até o povo, de um modo especial, os pobres, que são os prediletos de Jesus. A Igreja não estava falando uma língua acessível ao mundo de hoje, com seus desafios. E a gente sabe que nossa Igreja é santa, mas também é pecadora, pois é formada por homens, seres humanos.

A igreja deve ficar mais perto do povo e por isso acredito que a escolha do papa Francisco foi uma escolha divina e não humana. Hoje temos um papa servidor, humilde, o papa do lava pés em sua simplicidade, com linguagem simples e acessível ao mundo de hoje, com seus problemas e suas angústias. Hoje temos uma Igreja que vai até a humanidade ferida, machucada e mostra um rosto de mãe. Mãe que acolhe, que cura as feridas, que partilha, que dá esperança, que cura...

O papa Francisco é misericordioso, acolhedor e propôs um Ano Santo em que pudéssemos experimentar a misericórdia de Deus e também aprender a sermos misericordiosos uns com os outros, para isso serviu este Ano Santo da Misericórdia, encerrado na paróquia Cristo Rei em Montalvânia, com fé, alegria, reflexão, comunhão e uma bênção de chuva, finalizou padre Paulo.

Fotos: André Lagoeiro Morais e Nilma Gonçalves

Fernando Abreu / Jornalista


Compartilhe nas Redes Sociais

Parceiros1

Parceiros2
Star Chiq Microrcim Connect