SITE OFICIAL DA CIDADE DE MONTALVÂNIA
WWW.MONTALVANIA.COM.BR


Role para baixo
     

montalvania@montalvania.com.br
(77) 9 9949-4184 / 9 9140-6265
 Transportes
  08 Setembro de 2017
AUDIÊNCIA PÚBLICA
Audiência Pública da Comissão de Assuntos Municipais vai debater transporte alternativo de passageiros.

A Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização da Assembleia Legislativa de Minas Gerais – ALMG aprovou requerimento para a realização de audiência pública que irá debater o transporte alternativo de passageiros no estado, como taxi intermunicipal, vans e ônibus. A data da reunião ainda será marcada.

No ponto principal da pauta está o Projeto de Lei Federal 569/15, que tramita no Senado e pretende alterar dispositivo da Lei 9.503, de 1997, que trata do transporte remunerado de pessoas ou bens. A proposta é de autoria do senador de Rodônia Acir Gurgacz e recebeu parecer favorável do relator na Comissão de Constituição e Justiça, o senador Antônio Anastasia. 

Segundo Paulo Guedes, o objetivo é discutir os possíveis impactos deste projeto de lei para motoristas e a população dos municípios de pequeno porte, já que ainda não existe uma lei que regulamente o serviço de transporte alternativo intermunicipal de passageiros em Minas Gerais. Ele lembra que, na ALMG, também tramita um projeto de lei de sua autoria, que dispõe sobre a organização, o planejamento e a fiscalização do sistema de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros. Além de melhorar o serviço aos usuários, a proposição pretende regulamentar o transporte alternativo no Estado.

Nesta quarta-feira (6/8/17), o deputado Paulo Guedes recebeu em seu gabinete o presidente da Associação das Empresas de Fretamento e Turismo do Estado de Minas Gerais (Amifret), Nivaldo Soares, que também apresentou as dificuldades e entraves da categoria na prestação do serviço. “O mundo se modernizou. A população não aceita mais a imposição de ter de pagar caro por um serviço que não atende suas necessidades.  Principalmente nos municípios menores de Minas Gerais, o serviço regular de transporte de passageiros é extremamente precário e o transporte alternativo surge exatamente para suprir esta demanda”, disse o deputado Paulo Guedes ao reafirmar que continuará na luta pelo direito de ir e vir e pela liberdade de escolha dos usuários.

 Acidente
  08 Setembro de 2017
MOTORISTA FICA PRESO ÀS FERRAGENS APÓS CAMINHÃO BATER EM BARRANCO EM MONTALVÂNIA

O motorista de um caminhão ficou preso nas ferragens da cabine após um acidente na madrugada desta quarta-feira (5),por volta das 05:30min, na Rotatória do Entrocamento da BR-135 com MG-030, em Montalvânia, no Norte de Minas Gerais.

Conforme as primeiras informações colhidas pelo portal Folha do Vale junto ao jornalista Fernando Abreu, o motorista identificado como Silas perdeu o controle e colidiu com o barranco e acabou ficando preso às ferragens.

A equipe do Serviço de Atendimento Móvel a Urgência (SAMU), agiu rápido e prestou os primeiros socorros, mas o motorista continua preso às ferragens. Ao jornalista Fernando, socorrista informou que o motorista foi atendido e aparentemente está estável, mas, acredita-se que pode estar com alguma lesão mais grave na parte inferior do corpo, devido à força da colisão. A socorrista disse ainda que não há mais medidas a serem tomadas enquanto a vítima estiver presa.

De acordo com informações preliminares do Samu, Polícia Militar e Guarda Municipal, o caminhão com placa NES 3973, licença da cidade de Macapá AP, carregou no município de Jaíba, também em Minas e seguia para o estado do Pará.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para ajudar no resgate, enquanto os homens não chegam populares ajudam como pode. A prefeitura, através da Secretaria de Transportes, cedeu máquina para ajudar no resgate, mecânicos, serralheiros e outros profissionais estão no local tentando retirar o motorista.

A carga encontra-se espalhada pela pista, que não foi interditada, e, até o momento, não foi saqueada. Uma grande quantidade de curiosos encontra-se no local. É preciso muita cautela para quem estiver indo para o local. Fonte: folhadovale.net

 Economia
  04 Setembro de 2017
ÁGUA
Conta da COPASA no N. de Minas terá aumento de 10,8%, a partir de outubro, com racionamento de até 30 horas. Aumento de julho, para outras regiões, foi de 8,6%

A conta de água vai ficar mais cara no Norte de Minas. Os serviços de abastecimento de água e esgoto sanitário feitos pela Copasa na região terão as tarifas reajustadas a partir de 1º de outubro. 

RACIONAMENTO

O aumento médio será de 10,82% e foi publicado ontem no “Minas Gerais”. Atualmente, Montes Claros passa por racionamento e a cidade fica por até 30 horas sem água nas torneiras. 

RESTANTE

A Copasa informou que, para o restante do estado, as tarifas dos serviços de água e esgoto, administrados por ela, foram reajustadas em 8,69% no dia 30 de julho. 

ESGOTO

A cobrança pelo serviço de esgotamento foi mantida em 30% da tarifa da água. A taxa mínima para clientes residenciais subiu de R$ 26,89 para R$ 29,43.

 Política
  31 Agosto de 2017
CURSO?
...

Os vereadores Dim Boião, Nano de seu Joãozinho, Gildenes, Jerry, Ze dos Reis e Siguinei de Pitarana, receberam cada um a quantia de RS 600,00 (seiscentos reais) por dia (Diária) para participar do encontro/curso de vereadores em Brasília, DF, nos dias 22, 23, 24 e 25 de agosto de 2017. Ocorre que, ao invés de participar do curso, eles foram passear no gabinete do deputado Zé Silva. Apenas para lembra-los, este deputado é aquele que votou pela manutenção da corrupção no poder a favor do presidente TEMER.

Por: Flavio Marcedo

 Política
  31 Agosto de 2017
DEPUTADO ARLEN SANTIAGO QUESTIONA EVENTO DO SAMU EM TEMPOS DIFÍCEIS
o mês de setembro, será realizado em Montes Claro o 1º Congresso Norte Mineiro de Urgência e Emergência – SAMU Macro Norte.

 O deputado estadual Arlen Santiago (foto) entende a importância de eventos que abordam temas da atualidade, mas questiona a realização dos mesmos em tempos difíceis.

“A situação não está fácil para as empresas públicas. Os funcionários não estão satisfeitos, há excesso de contratos no SAMU em detrimento dos concursados, há nepotismo e por aí vai. Em tempos de crise, com verbas enxutas, temos que aprender a lidar com orçamentos cada vez menores e destinar o dinheiro para os serviços. Em meio à crise na área da saúde, será que essa é a hora certa para gastar com eventos?”, questiona o deputado.

Arlen Santiago ainda afirma que os problemas são constantes e que o Governo de Minas deve mais de 1,5 bilhão para os municípios na área da saúde. “É necessário rever a aplicação do dinheiro, precisamos de ações que vão, efetivamente, melhorar a vida das pessoas”, encerra.

Fonte: blogdofabiooliva.blogspot.com.br