SITE OFICIAL DA CIDADE DE MONTALVÂNIA
WWW.MONTALVANIA.COM.BR

Publicidade: (77) 9 9949-4184
Parceiros1


Mural  Virtual

Quer divulgar algum evento, indicar um livro, um site interessante ou botar a boca no trombone? Utilize o nosso Mural virtual!

Nome: Menssageiro
Cidade: Além
Liberado: 04/11/2015 às 20:34:47
Site: Não tem!
  Recado
Povo de Montalvânia,começem a orar mais porquê o tempo é Breve....JESUS ESTAR VOLTANDO !!!
Nome: Geruza Souto santos
Cidade: Belo horizonte
Liberado: 30/10/2015 às 14:42:13
Site: Não tem!
  Recado
Jaa fui aí em Montalvânia A Luciana Tem 2 filho ela morava perto da copasa. Obrigado deste ja
Nome: Geruza Souto santos
Cidade: Belo horizonte
Liberado: 30/10/2015 às 14:28:11
Site: Não tem!
  Recado
Quero encontra uma moradora dair chama Luciana esposa do Dr Luiz carlos mim chamo Gerusa
Nome: Edmundo Muniz
Cidade: Brasilia-DF
Liberado: 30/10/2015 às 12:03:11
Site: Não tem!
  Recado
Elton Prates, meu e-mail para contato:edmundomuniz@hotmail.com
Nome: ELTON PRATES
Cidade: SENADOR CANEDO
Liberado: 29/10/2015 às 11:01:33
Site: Não tem!
  Recado
GOSTARIA DE VER A MANIFESTAÇÃO DO PREFEITO E VEREADORES!
Nome: ELTON PRATES
Cidade: SENADOR CANEDO
Liberado: 29/10/2015 às 10:59:27
Site: Não tem!
  Recado
EDMUNDO MUNIZ, ME PASSE OS SEUS CONTATOS, POR FAVOR, É GENTE ASSIM QUE PRECISAMOS, TENHO CERTEZA QUE VAI DÁ TUDO CERTO! MANDO TAMBÉM UM ABRAÇO PRO MEU AMIGO VALDECI MUNIZ, COMPANHEIRÃO DE MUITAS LUTAS!
Nome: alisson (kiko)
Cidade: goiania
Liberado: 29/10/2015 às 10:15:15
Site: Não tem!
  Recado
Que bom que criaram esse site, quando entramos nele dar para matar um pouco da saudade de nossa cidade querida que fomos criados!!
Nome: Mama Cochá
Cidade:
Liberado: 28/10/2015 às 18:15:37
Site: Não tem!
  Recado
Bela iniciativa Elton Prates! vamos salvar o RIO COCHA!!!
Nome: Dragona
Cidade: Montalvânia
Liberado: 28/10/2015 às 14:12:14
Site: Não tem!
  Recado
olá, você que fica nas redes sociais me chamando de dragao, posso até ser, mais vc é uma baleia terrestre, kkkk quer mais...
Nome: Edmundo Muniz
Cidade: Brasilia-DF
Liberado: 28/10/2015 às 12:42:00
Site: Não tem!
  Recado
Helton Prates, ha uns 2 anos tambem falei com o Mário do IEF de Januária, e minha preocupação era uma plantação de eucaliptos próximo a nascente do Cochá, e ele foi muito solícito comigo. Naquela época eu tinha uma idéia de montar um grupo de trabalho no sentido de auxiliar os entes públicos na preservação, não so do cocha, mais tambem do pandeiros e Calindó, esse inclusive secou no ano passado. Néssa empreitada estou disposto até disponibilizar agrônomos da minha empresa para auxiliar o grupo.Conte comigo.
Nome: JURACI MATOS-(JSM)
Cidade: MONTALVÂNIA-MG
Liberado: 28/10/2015 às 11:30:17
Site: Não tem!
  Recado
ELTON, VALEU PELA INICIATIVA CONTA COMIGO.(DEUS PROVERÁ).
Nome: ELTON PRATES
Cidade: SENADOR CANEDO
Liberado: 26/10/2015 às 18:18:33
Site: Não tem!
  Recado
GENTE NÃO VAMOS DEIXAR ESSA PETECA CAIR, OPERAÇÃO "COCHÁ ETERNO".
Nome: ELTON PRATES
Cidade: SENADOR CANEDO
Liberado: 26/10/2015 às 18:16:15
Site: Não tem!
  Recado
PESSOAL DE MONTALVÂNIA, JÁ ABORDEI ALGUMAS VEZES SOBRE O ASSUNTO DA PRESERVAÇÃO DA NASCENTE DO NOSSO QUERIDO RIO COCHÁ, PARECEM QUE NÃO SABEM DA GRAVIDADE DESTE ASSUNTO, A CADA ANO QUE VOU AÍ VEJO O DESCASO, O RIO CADA VEZ COM MENOS ÁGUA, A SOLUÇÃO NÃO É IMPOSSÍVEL, CONVERSEI COM O MÁRIO EM JANUÁRIA QUE É RESPONSÁVEL POR ESTA ÁREA, ELE ME DISSE QUE ESTÁ DISPOSIÇÃO,QUERO FAZER UM APELO, QUEM ESTÁ INTERESSADO EM AJUDAR ME PROCURE POR FAVOR, VOU MONTAR AÍ EM MONTALVÂNIA UMA COMISSÃO, COM COMPROMETIMENTO E MUITO SERIEDADE. PRECISO DE 03 VOLUNTÁRIO QUE TENHA TEMPO E DISPONIBILIDADE, VAMOS ABRIR UMA CONTA NO BRADESCO, FAZER O LEVANTAMENTO DA ÁREA, PEDIR APOIO AO PREFEITO DE BONITO DE MINAS E O PREFEITO DE MONTALVÂNIA E TODOS VEREADORES A SIGLA PARTIDÁRIA CHAMA-SE "MONTALVÂNIA", VOU PUBLICAR NO DIÁRIO OFICIAL DE MINAS, EXTRATO BANCÁRIO COM OS NOMES E VALORES DOADOS, ANTES PRECISO FAZER UM ORÇAMENTO DO VALOR QUE VAI FICAR, DIVULGAREI NO CARRO DE SOM E TODAS REDES SOCIAIS!, FIQUE AQUI MEU CONTATO, QUEM INTERESSAR PODE ME ACIONAR, ELTON DE MIRÓ. FONES: 062 99367152-VIVO, 062 91822875-CLARO, FIXO 062 30101753 email eltonsprates@hotmail.com. CONTO COM TODOS COCHANINOS, QUERO O APOIO DE ALMIR SABINO, FILA SABINO, DOZA SABINO, NOCA, ELTIN FILHO DE PEDRO, MAZIN, GIL, BENVINDO, MANELIN DE VALDOMIRO, FABIM, NEGÃO, GODÓ, FRED DA PROVESTE E FAMÍLIA, TOLENTINO, RIGOBERTO, BISCOITO, KILÃO, PEDRO PEREIRA, ELTON DE MIRÓ SOU EU, ERIVELTON, ERQSON, JOSÉ VIEIRA DE SÁ (DI SÁ), EVERALDO NINO, SALVADOR, ORLANDO, JORGE REIS, JOÃO CINTRA, FAMÍLIA DO SENHOR JOÃO TIO DO RIGOBERTO, VALDECI MUNIZ E FAMÍLIA, CARLITO CUNHADO DE RIGOBERTO, ME PERDOE AQUELES NÃO CITADOS, PRECISAMOS DE TODOS QUE GOSTAM DE MONTALVÂNIA, SÓ CITEI OS QUE MORAM FORA DA CIDADE, OS QUE MORAM AÍ PRECISO DE TODOS!
Nome: Mama Cochá
Cidade: MONTALVÂNIA
Liberado: 26/10/2015 às 09:14:48
Site: Não tem!
  Recado
Vamos cuidar do rio Cochá!!! Ao invés de ficar aqui com brigas tolas, temos que agir para garantir o futuro do Rio Cochá para os nosssos filhos!!! Tendo em vista a vital importância da água de boa qualidade e a possibilidade de ocorrer a sua escassez em várias regiões do planeta, num futuro bem mais próximo do que muitos imaginam, esse problema tornou-se uma das maiores preocupações de especialistas e autoridades no assunto. As bacias, principalmente as de cabeceiras, devem ser tratadas como algo de mais importante que existe em uma propriedade, pois são elas as responsáveis pela existência das nascentes que, por sua vez, são fontes de água valorosas para a humanidade. As estratégias de preservação das nascentes devem englobar pontos básicos como: controle da erosão do solo por meio de estruturas físicas e barreiras vegetais de contenção, minimização de contaminação química e biológica, e evitar, ao máximo, as perdas de água através da transpiração das plantas. As principais causas da degradação que vêm ocorrendo nas bacias de cabeceira são as seguintes: a) Corte intensivo das florestas nativas: o desmatamento ocorre, basicamente, em função da busca por maiores produções por meio da expansão das áreas produtivas. b) Queimadas: após o desmatamento, quase sempre, faz-se uma queimada para eliminar restos da floresta (cipós, tocos, galhos e restos das copas das árvores). As queimadas são extremamente nocivas aos solos, pois elas destroem a matéria orgânica da camada superficial do solo, eliminam os microrganismos (decompositores) benéficos do solo que atuam na decomposição de restos de plantas e animais e dificultam a infiltração da água da chuva devido à facilidade com que ocorre o escoamento superficial. c) Pastoreio intensivo: a criação extensiva de animais em áreas de cabeceiras é uma das formas mais graves de agressão aos mananciais. Isso, porque, na maioria das vezes, as áreas das bacias de cabeceira são subdivididas em pequenas propriedades, nas quais as partes utilizadas como pastos recebem um número excessivo de animais. d) Mau planejamento na construção de estradas: a maioria das estradas construídas nas áreas de encosta não passou por um planejamento adequado, visando à proteção das nascentes. e) Loteamentos em locais impróprios: o crescimento desordenado, sem um planejamento adequado, faz com que, nas periferias, aglomere-se um grande número de pessoas. Desses aglomerados, decorre a compactação do solo, a erosão e o assoreamento dos cursos d’água. f) Reflorestamento: essa é uma operação que nem sempre surte o efeito desejado, quando o objetivo é fazer a recuperação e a conservação das nascentes. Deve ser muito bem planejado, orientado e executado por um especialista no assunto antes de o projeto ser executado. Assim, todo e qualquer planejamento, no sentido de conservar ou recuperar uma nascente, tem como princípio básico criar condições favoráveis no solo para que a água de uma chuva possa infiltrar ao máximo e abastecer uma ou mais nascentes que se encontrem associadas a ele. O processo de recuperação e conservação das nascentes consiste, basicamente, em três fundamentos básicos, ou seja, proteção da superfície do solo, criação de condições favoráveis à infiltração da água no solo e a redução da taxa de evapotranspiração.
Nome: informação
Cidade: januaria
Liberado: 25/10/2015 às 02:42:49
Site: Não tem!
  Recado
ARTIGO Perturbação do Sossego Alheio. Onde começa e onde termina o seu Direito A necessidade humana de permanecer vivendo em grupos, com o objetivo de ajuda mútua, trouxe, indubitavelmente, muitas vantagens para nossa sociedade, mas também muitos problemas de convivência, como por exemplo, a perturbação do trabalho e do sossego, causada, muitas vezes, por nossos próprios vizinhos. É o volume do som da casa ou do apartamento ao lado que está muito alto, é a reforma da casa de outro vizinho que vai noite adentro, são veículos potencializados com instrumentos sonoros, são animais que fazem muito barulho à noite, são as indústrias ruidosas, ou, até mesmo, na maioria dos casos gritaria e algazarra, principalmente em frente a Clubes e Danceterias. As situações que podemos encontrar são infinitas e cada pessoa tem uma história a este respeito para relatar. Foram geradas no Centro de Operações da Polícia Militar(COPOM), do 3º BPM, 805 ocorrências de Perturbação do Trabalho e Sossego Alheio do dia 1º de janeiro a 30 de dezembro de 2010. Muitos Policiais Militares são deslocados para atender ocorrências desta natureza, de difícil resolução, ante os conflitos gerados, decorrentes de pseudos direitos que algumas pessoas insistem em ter. Os recursos materiais e humanos são empregados para esse fim, deixando muitas vezes de se proceder o Policiamento Ostensivo Preventivo, tão reclamado pelas comunidades em geral. A questão do excesso de ruídos, de modo geral, toma proporções indevidas quando um indivíduo a pretexto de se divertir ou trabalhar, acaba invadindo com seus ruídos, o modo de vida de outrem, que se vê compelido a interromper uma leitura, um descanso, um lazer ou mesmo um trabalho. Muitas pessoas acabam ampliando o direito, a liberdade de viver de forma pacífica e respeitosa para com a sociedade, para o "eu posso tudo em nome do meu divertimento ou trabalho". Esquecem-se de que outras pessoas também tem o direito de se divertir e trabalhar, estudar e principalmente, descansar. Sucede que grande parte das pessoas que perturbam seus vizinhos desconhece as leis acerca do assunto, e cometem esta contravenção potencializados com um ingrediente usual nestes casos, as bebidas alcoólicas. Existe em nossa sociedade um conceito, uma crença generalizada de que a produção de ruídos é permitida, por alguma lei até as 22 horas. No entanto, é uma crença falsa, baseada apenas em ditos populares ou interpretação equivocada de alguma lei. As pessoas desconhecem que 22 horas é um limite "usual" para os ruídos que estão presentes no cotidiano apenas, e não para todo e qualquer tipo de barulho. O que é realidade em nossa legislação é que o excesso de barulho ou ruído é proibido em qualquer horário, mesmo que seja ao meio-dia. Nestes casos configura-se o exagero por parte do perturbador, que pode refletir tanto na intensidade quanto a duração do ruído. Quem sofre esse tipo de perturbação, acaba tendo seu estado de ânimo alterado, caracterizada por crises de nervosismo, descontrole , insônia, stress, até a configuração de doenças psicológicas, muito comuns nos dias atuais. Como muitas vezes não são 22 horas, as discussões são inevitáveis, já que as duas partes, teoricamente, passam a ter razão sob seus pontos de vista. Como ambos desconhecem a lei, persistem cada um na "sua" razão até que em determinado momento acaba ocorrendo algo mais grave: uma outra infração penal, já que perturbação também é uma infração penal e esta já estava ocorrendo. Homicídios, lesões corporais, danos patrimoniais, vias de fatos etc., são cometidos por pessoas que jamais tiveram problemas com a justiça e que, infelizmente, diante das circunstâncias, passam a fazer parte das estatísticas criminais deste país. Em decorrência desse e de outros fatos semelhantes, mister se faz uma divulgação, uma conscientização da nossa população acerca de direitos e deveres entre as pessoas no tocante à produção de ruídos. Perturbar o trabalho ou o sossego alheio é contravenção penal prevista no artigo 42 da Lei nº 3.688, de 3 de outubro de 1941, que dispõe: Perturbar alguém, o trabalho ou o sossego alheio: I – com gritaria e algazarra; II – exercendo profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais; III – abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos; IV – provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem guarda; Pena – prisão simples de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses ou multa." Os Policiais Militares são orientados a usar o “Bom Senso”, e a ordem inicial é para que seja cessada esta conduta por parte do infrator. É confeccionado o Termo Circunstanciado e encaminhado as partes para o Juizado Especial Criminal, ante a constatação da veracidade da denúncia, e em casos mais graves, a condução para a Delegacia de Polícia. Por fim, nosso objetivo enquanto instituição, não é o de cercear a liberdade de trabalho ou lazer das pessoas, mas esclarecer e garantir que estas atividades sejam efetuadas dentro das normas de convivência pacífica, para que todos possam usufruir de melhor qualidade de vida e evitar conflitos que possam terminar até em crimes extremos, como, infelizmente, tem ocorrido em nossa sociedade. Mario Renato Erzinger Ten Cel PM Cmt do 3º BPM Pós Graduado em Administração em Segurança Pública- Unisul. (Publicado por soldado Ezequiel Onedi Debortoli – Centro de Comunicação Social)
  Há  1783  recados em  117  páginas. Você está na página  51.


Parceiros2
Star Chiq Microrcim Connect