SITE OFICIAL DA CIDADE DE MONTALVÂNIA
WWW.MONTALVANIA.COM.BR


Role para baixo
     

montalvania@montalvania.com.br
(77) 9 9949-4184 / 9 9140-6265

 Política
  19 Outubro de 2016
Juiz Moro manda e Polícia Federal prende Eduardo Cunha
Juiz Moro manda e Polícia Federal prende em Brasília o ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha; chegada a Curitiba, em avião da PF, será nesta tarde.

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, foi preso preventivamente - sem data para a soltura - ainda há pouco, em Brasília, pela Polícia Federal. Sua casa no Rio também foi alvo de operação de busca e apreensão. As medidas foram autorizadas pelo juiz federal Sergio Moro, que passou a tratar do caso do ex-deputado depois que ele perdeu o foro privilegiado, com a cassação do mandato. A casa de Eduardo Cunha fica na Barra da Tijuca, na zona sul do Rio. 

PROPINAS

O ex-deputado é investigado sob suspeita de ter recebido propinas para liberar recursos da Caixa Econômica Federal, entre outros crimes. Cunha é réu da Operação Lava Jato sob acusação de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. O processo estava no Supremo Tribunal Federal, mas, com a cassação de Cunha, desceu para a primeira instância, na Justiça Federal do Paraná.

APARTAMENTO

O ex-presidente da Câmara foi preso perto do apartamento que ocupa em Brasília e está sendo levado para o hangar da Polícia Federal em Brasília, de onde será conduzido à prisão em Curitiba 

RISCOS

Moro determinou a prisão do ex-deputado afirmando que sua liberdade representa risco "à instrução do processo, à ordem pública, como também a possibilidade concreta de fuga em virtude da disponibilidade de recursos ocultos no exterior, além da dupla nacionalidade (Cunha é italiano e brasileiro)", resumiu em nota a Justiça Federal do Paraná. 

ABSURDA

Cunha nega as acusações. Em nota divulgada por seus advogados, o ex-presidente da Câmara diz que "trata-se de uma decisão absurda, sem nenhuma motivação e utilizando-se dos argumentos de uma ação cautelar extinta pelo Supremo Tribunal Federal". (Às 17h15m, o ex-presidente da Câmara Federal deu entrada na carceragem da Polícia Federal em Curitiba).

 Manga
  19 Outubro de 2016
Neste dia de glória e de Luz II
Hoje, 19 de outubro, comemora-se 93 anos da instalação do Município de Manga.

Por força da Lei Nº 843, de 7 de setembro de 1923, criou-se o município de Manga, instalado a 19 de outubro de 1924.

Foram responsáveis pelo processo de emancipação os pernambucanos fixados em Manga: Domiciano Pastor Filho (Coronel Bembém); João Alves Pereira e Anfrísio Lima  (primeiro presidente da Câmara Municipal e Prefeito). Nas décadas seguintes Manga experimentaria um dos mais significativos processos de desenvolvimento. Tornou-se um  dos centros urbanos mais importantes do Vale do Rio São Francisco, com destaque tanto para os aspectos econômicos, dado o crescimento do lugar impulsionado pela  Companhia Manga Industrial e Exportadora S/A, como pela visibilidade política promovida pelos coronéis Bembém e João Pereira.

Saiba mais sobre a história de Manga através deste texto.

Conheça Manga... seus sabores, seus lugares e sua gente!

Fonte: www.manga.mg.gov.br

 Polícia
  19 Outubro de 2016
Operação Codinome combate crime organizado ligado ao tráfico de drogas no Norte de Minas
...

Foi deflagrada, nesta quarta-feira, 19 de outubro de 2016, a Operação Codinome, que conta com a atuação conjunta do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais (PMMG), para combate ao crime organizado ligado ao tráfico de drogas em diversos municípios no norte de Minas Gerais.

Ao todo, estão sendo cumpridos 39 mandados de prisão temporária e 43 mandados de busca e apreensão nos municípios de Capitão Enéas, Montes Claros, São Romão, Manga, Francisco Sá, Monte Azul e São Francisco. A Operação Codinome conta com a participação de 138 policiais militares, 35 viaturas e um helicóptero. Em apoio à operação, a Polícia Civil disponibilizou um delegado, dois investigadores e dois escrivães para prestar auxílio no município de Capitão Enéas.

O trabalho investigativo e de inteligência, que teve início há 11 meses, foi desenvolvido em conjunto pela Promotoria de Justiça de Francisco Sá, pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado de Montes Claros (GAECO Montes Claros) e pela PMMG.

Durante as investigações, surgiram indícios e provas da prática, pelos investigados, dos delitos de associação para o tráfico e de tráfico de drogas, posse de arma de fogo, corrupção de menores e associação criminosa com o intuito de praticar delitos de roubo. Foi também constatado que alguns dos investigados se autoatribuíam, nas negociações atinentes ao tráfico de drogas, nomes distintos dos verdadeiros, visando ludibriar as investigações, o que deu origem ao nome da operação.

Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram deferidos e expedidos pelo Juízo da Comarca de Francisco Sá, após requerimento formulado pelo MPMG nos autos de Procedimento Investigatório Criminal (PIC) instaurado e conduzido pela Promotoria de Justiça de Francisco Sá. (MPMG)


 Juvenília
  18 Outubro de 2016
Prefeito de Juvenília desmente que esteja tentando inviabilizar administração de Rômulo Carneiro
...

Foi então, realizado através da COTEC/UNIMONTES o Concurso Público Unificado, em parceria com o Ministério Público Estadual, do qual fez parte do Município de Juvenília, com estrita obediência aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade e transparência, que cuja realização foi objeto de elogios em diversas mídias e jornais.

O portal Folha do Vale divulgou  uma reportagem onde o gestor do município de Juvenília, no norte de Minas Gerais,  estaria criando problemas para tentar inviabilizar o mandato do gestor eleito Rômulo Marinho Carneiro(PT), segundo vereadores de oposição. No início da tarde desta quarta-feira, o gestor Expedito da Mota Pinheiro, Peu(DEM), encaminhou uma nota a redação do portal.

Confira a nota na integra:

A Administração Municipal de Juvenília vem a público informar que não são verdadeiras as alegações de alguns dos vereadores da oposição de que a atual administração municipal está tentando inviabilizar o mandato do futuro prefeito Rômulo. Esclarece que o concurso público de Juvenília foi determinado pelo Ministério Público Estadual em TAC – Termo de Ajustamento de Conduta com outros 78 (setenta e oito) municípios do Norte de Minas Gerais, onde o Município de Juvenília se comprometeu a realizar o concurso público e a dar posse ao máximo de servidores concursados, sob pena de pagamento de uma multa altíssima em caso de descumprimento. Foi então, realizado através da COTEC/UNIMONTES o Concurso Público Unificado, em parceria com o Ministério Público Estadual, do qual fez parte do Município de Juvenília, com estrita obediência aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade e transparência, que cuja realização foi objeto de elogios em diversas  mídias e jornais.

Peu finaliza a nota dizendo que vai entregar o município para o próximo prefeito sem nenhuma divida, tendo a certeza de dever cumprido.

Por: Assessoria da Prefeitura de Juvenília

 Juvenília
  18 Outubro de 2016
Prefeito de Juvenília derrotado nas urnas é acusado de inviabilizar mandato de Rômulo Carneiro
...

O prefeito do município de Juvenília, no norte de Minas Gerais, Expedito da Mota Pinheiro, Péu (DEM), que não conseguiu eleger seu sucessor Mailson Lopes de Oliveira (DEM), nas eleições de 2 de outubro, vem criando problemas para tentar inviabilizar o mandato do gestor eleito Rômulo Marinho Carneiro(PT), segundo vereadores de oposição.

A partir de janeiro de 2017, Carneiro enfrentará muitos desafios, entre eles, dividas paralisadas que ultrapassa um milhão de reais, que tende a piora. Outra medida adotada pelo gestor segundo a oposição são os concursados que estão sendo convocados para tomarem posse, com cargos em vagas ou cadastro.

A oposição sustenta que as medidas tomadas pelo gestor Peu, tem objetivo de aumentar a folha de pagamento deixando o próximo gestor inviabilizado de honrar a folha de pagamento.

A equipe do portal Folha do Vale não conseguiu localizar o prefeito Peu, mas o espaço está à disposição para os devidos esclarecimentos. fonte: folhadovale.net

 Manifestação
  17 Outubro de 2016
Vaqueiros protestam contra a proibição da vaquejada
Cavalgada em manifestação contra a proibição da vaquejada.

Vaqueiros protestam contra a proibição da vaquejada.

Semana passada, o STF decidiu que a prática é inconstitucional.

Vaqueiros e trabalhadores de vaquejadas protestaram nesta sábado (15) contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que pode tornar a prática esportiva ilegal em todo o país.

A vaquejada é uma tradição cultural nordestina na qual um boi é solto em uma pista e dois vaqueiros montados a cavalo tentam derrubá-lo dentro de uma área estabelecida e marcada por cal. Segundo as regras do esporte, a derrubada só é considerada válida se o boi cair, ficar com as 4 patas para cima e se estiver na área delimitada. Dependendo do local da queda, pontos são somados ou não a dupla.

Na semana passada, o STF derrubou uma lei no Ceará que legalizava a prática. Os ministros consideraram que a atividade é inconstitucional e que impõe sofrimento ao animal.

A Associação Brasileira de Vaquejada (ABVQ), por sua vez, argumenta que a decisão do STF "não acompanhou a evolução e adaptação do esporte", que já não causaria mais sofrimentos ao animal. Eles também defendem os empregos que a modalidade gera.

O regulamento de bem-estar animal da ABVQ prevê que cavalos e gados que participam das competições não passem fome nem sede, que tenham situações de estresse, medo e ansiedade minimizadas e que tenham áreas adequadas para descanso, por exemplo.

Alguns estados firmam ainda termos com os Ministérios Públicos e regulamentam outras ações, como a proibição do uso de luvas com pregos, parafusos ou objetos cortantes; a proibição de bater no animal, de dar choque, usar esporas ou chicotes, entre outras práticas.

 Economia
  14 Outubro de 2016
Petrobras anuncia redução do preço da gasolina e do diesel a partir de sábado
A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (14) que o Grupo Executivo de Mercado e Preços decidiu reduzir o preço do diesel em 2,7% (média Brasil) e da gasolina em 3,2% (média Brasil) nas refinarias.

Esses preços entrarão em vigor a partir 0h de sábado (15) nas refinarias.

Segundo o comunicado da Petrobras, enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a decisão considerou “o crescente volume de importações, o que reduz a participação de mercado da Petrobras, e também a sazonalidade do mercado mundial de petróleo e derivados”.

O preço para o consumidor, contudo, não deve ter redução imediata pois depende do repasse para os postos de combustível. A alteração no preço deve acontecer a partir de segunda-feira (17) em função dos estoques já montados para o final de semana.

Caso o percentual de redução nas refinarias seja repassado integralmente ao consumidor final o diesel pode cair 1,8%, ou R$ 0,05 por litro. Já a gasolina pode cair 1,4%, ou R$ 0,05 por litro. A estimativa foi feita pela própria Petrobras. Essa é a primeira redução no valor dos combustíveis desde 2009.

“Essa política é baseasa na paraidade internacional de preços, no qual adicionamos uma margem. E vamos ter um Comitê que vai avaliar uma vez por mês os preços. E esse Comitê vai avaliar e tomar as decisões para saber se é preciso reduzir ou elevar os preços. Estamos fazendo esse primeiro movimento de redução”, afirmou o presidente da Petrobras, Pedro Parente, em nota enviada ao CVM.

 Política
  14 Outubro de 2016
Brasil está entre os 4 países mais corruptos do mundo atrás somente do Chade, Bolívia e Venezuela
O Brasil é a 4ª nação mais corrupta do mundo, segundo o índice de corrupção do Fórum Econômico Mundial.

O país está atrás do Chade, da Bolívia e da Venezuela, que lidera a lista. A corrupção é um dos elementos que a organização suíça inclui em seu índice anual de competitividade, baseado em uma pesquisa com 15.000 líderes empresariais de 141 economias do mundo. 

LATINOS

Entre as 10 nações mais corruptas do ranking do Fórum Econômico Mundial, 5 são latino-americanas: Venezuela, à frente, com nota 1,7; Bolívia, com 2; Brasil e Paraguai, os dois com nota 2,1; e República Dominicana, com 2,2. Segundo o Foro Econômico Mundial, os países desenvolvidos com maiores índices de corrupção são, pela ordem: México, Eslováquia, Itália, Hungria, Grécia, República Tcheca, Espanha, Coreia do Sul, Polônia e Eslovênia.

 Horário de verão
  14 Outubro de 2016
Horário de verão começa no domingo em 10 estados e DF
Governo estima que irá economizar R$ 147,5 milhões com a mudança. Estados das regiões Norte e Nordeste não adotaram o horário.

O horário de verão entrará em vigor no próximo domingo (16) em dez estados mais o Distrito Federal. A partir de meia-noite de sábado (15), os moradores devem adiantar os relógios em uma hora. O horário de verão vai durar até o dia 19 de fevereiro de 2017.

Desde 2008, foi fixada a data de início e término do horário de verão no Brasil, que deve começar à zero hora do 3º domingo de outubro e terminar à zero hora do 3º domingo de fevereiro do ano seguinte (se coincidir com o domingo de Carnaval, o horário é prorrogado por mais uma semana). 

VERÃO DE 1932

Adotado no Brasil desde o Verão de 1932, o horário de verão busca o melhor aproveitamento da luz natural, adiantando-se os relógios em uma hora. O Norte e o Nordeste do País ficarão fora do horário de Verão, porque estão mais próximos da linha do Equador. Lá, a duração do dia não muda e por, esta razão, não há economia de energia. 

 Novidade
  11 Outubro de 2016
Bradesco quer ajudar você a poupar sem perceber
Serviço Poupa Troco é aposta do banco para fomentar a cultura da poupança no Brasil

Você já parou para pensar em quanto poderia economizar se poupasse todas as moedinhas que recebe de troco? Pois bem. O Bradesco acaba de lançar um serviço inédito no Brasil, o Poupa Troco Bradesco, para lhe dar uma ajudinha nesse sentido. Para evitar que você acabe gastando o troco com besteiras, o banco arredonda para cima o valor de suas compras e os centavos excedentes são enviados automaticamente para uma conta poupança.

Por exemplo, digamos que você fez uma compra de R$ 10,50 e pagou com o cartão de débito. O banco descontará de sua conta corrente o valor de R$ 11 e destinará R$ 0,50 para a conta poupança cadastrada no serviço, que pode ser sua ou de um terceiro (para pais que quiserem poupar para os filhos, por exemplo). O cliente pode ainda escolher um valor inteiro, entre R$ 1 e R$ 5, que será adicionado à somatória dos centavos gerados pelos débitos ocorridos em sua conta corrente.

Rentabilidade

A rentabilidade do serviço é a mesma da caderneta de poupança, com liquidez diária. Fazem parte do Poupa Troco as transações de débito automático de contas de consumo, boletos bancários, operações com cartão de débito, fatura de cartão de crédito, entre outras.

Poupar sem perceber

O Bradesco realiza uma média de 100 milhões de transações mensais em conta corrente, na sua grande maioria com a incidência de centavos. "O Banco possui mais de 23 milhões de clientes pessoa física, o que representa um enorme potencial para adesão ao Poupa Troco e para a formação de poupança ao longo do tempo, afirma Altair Antônio de Souza, diretor executivo do Banco.

"É um jeito simples de poupar sem perceber. Acreditamos que num curto espaço de tempo teremos a adesão de pelo menos 300 mil clientes ao Poupa Troco Bradesco", complementa o executivo.

Para conhecer mais sobre o serviço, clique aqui.

 Política
  11 Outubro de 2016
Câmara aprova PEC do teto dos gastos com 366 votos
PEC 241 na Câmara: após a abertura do painel, houve comemoração entre os deputados governistas presentes no Plenário

Brasília - A Câmara dos Deputados aprovou nesta segunda-feira, 10, em primeiro turno, o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que institui um teto de gastos por 20 anos.

Em plena segunda-feira, dia de quórum reduzido no Legislativo, o governo conseguiu levar 366 deputados favoráveis à Casa, contra 111 votos contrários da oposição. Houve ainda duas abstenções.

Após a abertura do painel, houve comemoração entre os deputados governistas presentes no Plenário. "Ganhamos, ganhamos!", gritavam.

A medida ainda terá de passar mais uma vez pelo crivo dos deputados, mas o governo já contabiliza nova vitória. O segundo turno está marcado para o próximo dia 24.

Depois de uma maratona de almoços, cafés e jantares, a estratégia de articulação e convencimento de indecisos foi bem-sucedida.

O corpo-a-corpo rendeu 58 votos a mais do que os 308 necessários para aprovar a proposta, uma demonstração de força e coesão em torno do ajuste fiscal defendido pelo presidente Michel Temer.


Três ministros do governo atual foram exonerados e voltaram à Câmara para votar a favor da medida: Bruno Araújo (Cidades), Marx Beltrão (Turismo) e Fernando Coelho Filho (Minas e Energia).

Essa sinalização é considerada crucial pelo governo, que buscou programar a votação da PEC, pelo menos em primeiro turno, para uma semana antes da próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), responsável por indicar os rumos da taxa de juros no País.

Como o Banco Central já indicou que o quadro fiscal é importante para a tomada de decisão, o governo quis mostrar austeridade e abrir caminho para a primeira redução de juros desde 2012.

O texto-base aprovado hoje prevê que o crescimento das despesas do governo estará limitado à inflação acumulada em 12 meses até junho do ano anterior por um período de 20 anos.

A exceção é 2017, quando o limite vai subir 7,2%, alta de preços prevista para todo o ano de 2016, como já consta no Orçamento.

A partir do décimo ano de vigência, a regra da PEC poderá ser alterada uma vez a cada mandato presidencial.

Saúde e educação, por sua vez, têm critérios específicos: despesas nessas áreas manterão seu pisos constitucionais, que tomarão como referência os mínimos previstos para 2017 e serão atualizados pela inflação.

Com isso, no ano que vem, o piso da saúde será de R$ 113,7 bilhões, e o da educação, de R$ 51,5 bilhões.

O rol de penalidades em caso de descumprimento do limite de despesas - ainda mais duro do que na proposta enviada pelo governo - também foi referendado pelo plenário da Câmara.

As principais delas é a proibição de reajuste do salário mínimo além da inflação (em caso de estouro do teto pelo Executivo) e o congelamento de salários do funcionalismo público.

Ritmo acelerado

A votação da PEC estava prevista inicialmente para a madrugada de terça-feira, mas governistas impuseram desde o início um ritmo acelerado à apreciação da medida.

A ideia foi "tratorar", passar por cima das manobras regimentais que a oposição tentou emplacar sem sucesso.

Com isso, a votação do texto-base da proposta ocorreu 23 minutos antes da previsão mais otimista para o início da votação, que era 22h. Após o texto-base, restam seis destaques, sugestões de mudanças no texto apreciadas em separado.

Nos últimos dias, o governo intensificou o corpo-a-corpo para convencer indecisos a votar a favor da PEC. Desde ontem, Temer ligou para deputados que ainda não tinham posição formada, além de ter oferecido um jantar no Palácio do Alvorada.

Hoje, escalou os ministros dos Transportes, Maurício Quintela, e da Saúde, Ricardo Barros, para garantir o apoio de suas bancadas, PR e PP respectivamente.

No plenário, líderes de partidos alinhados com o Palácio do Planalto economizaram minutos preciosos ao adotarem comportamento semelhante ao implementado na comissão especial na última semana: reduzir os discursos e deixar a oposição falando sozinha na tribuna.

Para ganhar tempo, o líder do PSDB, Antonio Imbassahy (BA), orientou todas as bancadas aliadas em uma das votações de requerimentos, quando o costumeiro é cada líder direcionar seus liderados.

Para anular o "kit obstrução" da oposição, os governistas chegaram a antecipar manobras que PT, PCdoB, PDT, Rede e PSOL tinham prontas para usar na sessão.

O próprio líder do governo, André Moura (PSC-SE), apresentou um requerimento de retirada da proposta da pauta para que a base votasse contra. Embora parecesse um contrassenso, o objetivo era inviabilizar todos os pedidos dos partidos de oposição nesse sentido.

Com pouco espaço para obstruir a votação, a minoria disse que a pressa se deve à intenção do governo de não querer discutir a PEC com a população.

"A PEC já tem um defeito congênito: ela não é proposta por um governo eleito e não foi debatido com a população. Essa PEC é uma imposição por duas décadas de um arrocho, ela tem de ser chamada de PEC do corte de investimentos", disse o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ). fonte: exame.abril.com.br

 Câmara Municipal
  10 Outubro de 2016
Reunião Ordinária do Dia 05 de Outubro
...

Foi realizada dia 05 de Outubro, quarta-feira, às 20 horas, no Plenário da Câmara Municipal de Montalvânia, a reunião ordinária desta Casa com a presença dos vereadores Gildenes Justiniano Silva, Ney Cássio Dias da Silva, Valdivino Doriedson Soares, Ronaílson Pereira do Nascimento, Jerry Jânio Ferreira de Souza, Antônio Hunderbete Macedo de Lima e Nilton Carlos Lopes Silva.

Havendo Quorum Regimental, o presidente declarou aberta a Sessão “sob a proteção de Deus e em nome do povo de Montalvânia”.

LEIA MAIS »

 Eleições 2016
  07 Outubro de 2016
Bota o retrato do velho outra vez...
Ornelas volta ao cargo para terceiro mandato com resultado elástico sobre ex-aliado Jordão.

O médico José Florisval Ornelas, o Dr. José (PTB), 76 anos, confirmou sua hegemonia política em Montalvânia, no extremo Norte de Minas, ao vencer o atual prefeito, Jordão Medrado (PR), com aquela que provavelmente foi a margem de votos mais folgada entre todos os municípios do Norte de Minas. Foi de lavada, como se costuma dizer no futebol, e bem diferente, por exemplo, do caso de Itacarambi, onde a médica Nívea Maria de Oliveira (PTB) bateu o atual prefeito, Ramon Campos (PDT) por margem estreita de 29 votos. Em Montalvânia, a diferença foi de 3.777 votos. Uma lavada.

Ornelas volta a comandar o município pela terceira vez, embalado pelo apoio de 6.509 cochaninos (o gentílico do lugar), ou 68,73% dos votos válidos, contra 2.732 do prefeito Jordão, que, a despeito de comandar a máquina administrativa recebeu o reconhecimento de apenas 28,85% dos eleitores. Montalvânia teve ainda um terceiro candidato, Rigoberto Caetano de Souza, o Zizi de Zidorim (Pros), com votação de 2,43%, que mal daria para ser vereador.

Mas qual foi o motivo da derrocada do projeto político do prefeito Jordão Medrado? Além da crise que praticamente varreu os atuais prefeitos de suas cadeiras no Norte de Minas (apenas sete deles foram reeleitos em um universo de quase 100 Prefeituras), Jordão também pecou por excessos de promessas de campanha, obviamente não não cumpridas durante o mandato, sem falar do apelo ao nepotismo e gestão equivocada. Um dos desacertos de Jordão foi prometer– e não cumprir – há quatro anos, quando foi eleito, café da manhã com pão e leite para as famílias pobres do município. Nos planos de Jordão, Montalvânia receberia investimentos inéditos em áreas como os esporte e lazer, coisa de primeiro mundo, mas entregou pouco nesses setores.

Desgaste

Noutro lance complicado, ele retirou o município do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Microrregião de Manga (Cismma) com a promessa de melhorar a vida dos pacientes em trânsito para atendimento em outras cidades. Não conseguiu. Mas foi na gestão que o prefeito de Montalvânia errou mais. As nomeações dos cunhados Renato Viana Filho (Saúde) e Herbert Viana Silva (Administração) para o primeiro escalão resultou em desgaste politico e não foram bem digeridas pela população.

As somas das dificuldades e erros de Jordão levaram à vitória maiúscula do doutor Ornelas, que mesmo em idade já avançada causou uma espécie de arrastão do eleitorado cochanino. Os comícios da sua campanha estão entre os maiores agrupamentos de populares da história da cidade. Nem mesmo as encrencas judiciais do prefeito eleito atrapalharam sua eleição para este que será seu terceiro mandato – ele foi prefeito eleito e reeleito entre 2001 e 2008 e ainda fez como seu sucessor um verdadeiro poste, o padre José Aparecido Correia Lisboa (2009/2019). Ornelas está de volta e quando terminar o futuro mandato, terá passado dos 80 anos.

Por isso a lembrança da marchinha que simbolizou a vitória fácil de Getúlio Vargas na campanha presidencial de 1950 sobre o brigadeiro Eduardo Gomes. “Bota o retrato do velho outra vez / Bota no mesmo lugar" abria o jingle, que relembro aqui apenas com referência ao retorno da foto de Ornelas à galeria de mandatários em Montalvânia.

Contatado via SMS para comentar o assunto, o prefeito Jordão Medrado não retornou até o momento da publicação deste post.  Fonte: .luisclaudioguedes.com.br

 Economia
  06 Outubro de 2016
Servidores de Minas receberão salário com atraso de mais 2 dias úteis em novembro e dezembro
O governo decidiu manter a divisão do salário dos funcionários, que receberão a partir dos dias 14 e 12, respectivamente.

Com a nova ordem, as datas de recebimento dos servidores terão mais 2 dias úteis de atraso e ficarão da seguinte forma: em novembro, quem ganha até R$ 3.000 receberá o valor integral no dia 14; quem ganha até R$ 6.000 receberá metade do salário no dia 14 e a outra metade no dia 18; quem ganha mais de R$ 6.000 receberá a 1ª parte do salário no dia 14, a 2ª parte no dia 18 e o restante no dia 23. 

DEZEMBRO

Em dezembro, quem ganha até R$ 3.000 receberá o valor integral no dia 12; quem ganha até R$ 6.000 receberá metade do salário no dia 12 e a outra metade no dia 19; quem ganha mais de R$ 6.000 receberá a 1ª parte no dia 12, a 2ª parte no dia 19 e a última parte no dia 21. Sobre o 13º, o governo de Minas deve divulgar a forma de pagamento em novembro.

 Educação
  06 Outubro de 2016
91% das escolas públicas ficaram abaixo da média no Enem 2015, revela o Inep
Os resultados por escola do Enem 2015 indicam que 91% das unidades públicas do Brasil ficaram com desempenho abaixo da média do Brasil.

Entre as particulares, esse percentual é de 17%. As médias do Enem por escola foram divulgadas hoje pelo Inep, órgão do Ministério da Educação responsável pelo exame. 

ABAIXO

Levando em conta todas as escolas do Brasil (públicas e privadas) com dados divulgados, a média alcançada pelos alunos foi de 515,8. Das 8.732 escolas públicas com notas divulgadas, 7.793 ficaram abaixo desse nível. Já entre as particulares, são 1.061 escolas – de um total de 6.266– com notas abaixo da média. Para calcular a média geral das escolas, foram consideradas as notas da redação e das 4 provas objetivas do Enem: linguagens, matemática, ciências humanas e ciências da natureza. 

 Alerta
  04 Outubro de 2016
Consumidores da Cemig devem ficar em alerta contra golpes de estelionatários
...

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) alerta seus consumidores sobre um golpe de estelionatários que estariam utilizando o nome da companhia para extorquir clientes, afirmando que o consumidor estaria com pendência de débito ou em situação irregular, que o local seria desligado e o medidor de energia retirado, caso não houvesse um depósito bancário em uma conta passada pelo estelionatário.

A empresa e as autoridades já identificaram esse tipo de golpe nas regiões do Triângulo e no Sul de Minas. Em Uberlândia, um cliente da Cemig depositou, aproximadamente, R$ 1,5 mil para os criminosos.

De acordo com o gerente de Gestão e Controle da Medição, das Perdas Comerciais e da Adimplência da Distribuição da Cemig, Marco Antônio de Almeida, nenhum empregado próprio ou terceirizado a serviço da Companhia está autorizado a cobrar por qualquer serviço realizado, bem como vender produtos em nome da empresa.

“Todas as taxas são cobradas via conta de energia elétrica ou documento emitido pela Cemig, e recebidas em agências bancárias e postos Cemig Fácil de Atendimento”, afirma Marco Antônio de Almeida.

Marco Antonio de Almeida, ainda, ressalta que, caso os consumidores passem por situações semelhantes, eles devem entrar em contato com a empresa pelos canais de atendimentos e procurar as autoridades competentes do seu município.

“Em caso de dúvida, o consumidor deve procurar por uma Agência ou Posto de Atendimento da Cemig de sua cidade ou ligue para o Fale com a Cemig, pelo telefone 116. A Cemig orienta ainda que seja registrado boletim de ocorrência nesses casos, para que a polícia civil possa investigá-los”, destaca.

Contato telefônico

A Cemig ressalta que a única modalidade em que pode entrar em contato com os consumidores é para negociar débitos atrasados. Dessa forma, uma empresa prestadora de serviços entra em contato com os consumidores que possuem faturas atrasadas e negociam os débitos pendentes. Contudo, o consumidor deve ir a uma Agência de Atendimento ou acessar a Agência Virtual no site da Cemig para a emissão das notas fiscais, que são emitidas em nome da Companhia, e que devem ser quitadas nos agentes arrecadadores credenciados.

“Não há nenhuma orientação da Cemig de que os pagamentos dos consumidores devam ser feitas por depósito bancário”, salienta Marco Antônio Almeida. (Agência Minas)

 Eleições 2016
  03 Outubro de 2016
Juvenília
Rômulo Carneiro é eleito prefeito de Juvenília.

O candidato petista Rômulo Marinho Carneiro, venceu a eleição no ultimo domingo, 2 de outubro, na cidade de Juvenília,no norte de Minas Gerais. Carneiro obteve 2.727 votos validos, contra 1.767 votos do adversário Mailson Lopes de Oliveira (DEM). A frente 960 votos.

Carneiro chegou a assumir a prefeitura de Juvenília, em 2013,quando o prefeito Expedito Pinheiro da Mota, Peu (DEM),foi cassado pelo TRE-Tribunal Superior Eleitoral.

TOTAL
4.711
VÁLIDOS
4.494 (95,39%)
BRANCOS
36 (0,76%)
NULOS
181 (3,84%)
ABSTENÇÕES
1.032 (17,97%)

Lista dos vereadores eleitos:

Alda De Lô
- Votos: 386 - PSD

Jarley - Votos: 375 - DEM 

Didi De Nêga - Votos: 367 - DEM 

Luiz De Galego - Votos: 355 - PRB 

Paulinho Marinho - Votos: 344 - PTB 

Marlon - Votos: 318 - PSC 

Joao De Oscar - Votos: 219 - PSC 

Tico De Agenor - Votos: 180 - PT 

Jason - Votos: 175 - PT 

TOTAL
4.711
VÁLIDOS
4.541 (96,39%)
BRANCOS
29 (0,62%)
NULOS
141 (2,99%)
ABSTENÇÕES
1.032 (17,97%)
 Eleições 2016
  03 Outubro de 2016
Dr. José vence a eleição para prefeito
Confira o resultado final:

Dr. José (PTB) venceu a disputa eleitoral no município de Montalvânia. O candidato da Coligação “O retorno da esperança”  obteve  68,73%, dos votos válidos, com 100,00% das urnas apuradas.

O atual prefeito, Jordão Medrado (PR) teve 28,85% dos votos válidos.

E o candidato Zizi (PROS) teve 2,43% dos votos válidos.

Total de votos apurados 10.104
Válidos 9.471(93,74%)
Brancos 103 (1,02%)
Abstenções 3.105 (23,51%)
Nulos 530 (5,25%)
 Eleições 2016
  03 Outubro de 2016
Confira a nova Câmara de Vereadores
A nova Câmara de Vereadores de Montalvânia, que começa a valer no próximo ano de 2017, teve uma boa renovada.

Na imagem acima, mostra os 11 parlamentares que irão compor o legislativo de Montalvânia para os próximos 4 anos.

A tão esperada renovação na Câmara de Vereadores de Montalvânia aconteceu. Das 11 cadeiras do legislativo, 7 são novatos.  

Jerry - Votos: 491 - PTB

Gildenes - Votos: 459 - PTB

Zé Reis - Votos: 431 - PTB

Nanô De Seu Joãozinho - Votos: 409 - PTB

Dr. Flavio - Votos: 376 - PMDB

 Dim Boião - Votos: 359 - PTB

 Dada De Poções - Votos: 353 - PSDB

Siguinei De Pitarana - Votos: 327 - PTB

Vicente Da Guarup - Votos: 323 - PDT

Professor Adael  - Votos: 322 - PRB

Tonhão - Votos: 318 - PR

Total de votos apurados 10.104
Válidos 8.309 (82,23%)
Brancos 79 (0,78%)
Abstenções 3.105 (23,51%)
Nulos 1.716 (16,98%)

 Eleições 2016
  30 Setembro de 2016
Veja como consultar número do título de eleitor e local de votação na eleição
Para votar, basta apresentar qualquer documento com foto à seção eleitoral.

Como saber onde votar nas eleições? 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE)  tem uma ferramenta que permite a consulta dos números do título, da zona eleitoral e também do endereço da seção de votação.

Quem não tiver o número do documento, precisa indicar nome completo, data de nascimento e nome da mãe.

O eleitor que souber qual é o seu local de votação poderá votar na eleição mesmo sem o título eleitoral – bastará levar qualquer documento oficial com foto.

Para justificar a ausência (casos de eleitores que estão fora do domicílio eleitoral), é preciso saber o número do título de eleitor.

Veja também...

Com o primeiro turno das eleições municipais batendo à port, os eleitores devem estar atentos às resoluções e normas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Propagandas partidárias no dia das votações, por exemplo, são crime. Ir à seção eleitoral sem documento com foto pode impedir o seu voto. E nem pense em tirar uma selfie para registrar a urna! Confira algumas dúvidas para não cometer uma gafe durante a votação.

Qual é o horário da eleição?

O eleitor pode ir a sua seção eleitoral e votar das 8h às 17h, considerado o horário local de seu município.

Preciso levar o título ou só um documento com foto?

O eleitor vota com o título de eleitor, mas é possível votar apenas com o RG, desde que o eleitor esteja com a situação eleitoral regularizada. Além do RG e título, é possível votar com o passaporte, certificado de reservista, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação e carteira de categoria profissional. No momento da votação, não são aceitas certidões de nascimento e casamento como documento de identificação.

Voto nulo pode anular a eleição?

Não, pois votos nulos não são considerados válidos.

Nulo é diferente de branco?

Sim. Para votar nulo, o eleitor precisa digitar um número de candidato inexistente, por exemplo, “00”, e depois a tecla “confirma”. O TSE considera como voto nulo aquele em que o eleitor manifesta sua vontade de anular o voto. Já o voto em branco é aquele em que o eleitor não manifesta preferência por nenhum dos candidatos. Hoje em dia, para votar em branco é necessário que o eleitor pressione a tecla “branco” na urna e, em seguida, a tecla “confirma”. Atualmente, o TSE considera apenas os votos válidos, que são os votos nominais e os de legenda, para os cálculos eleitorais, desconsiderando os votos em branco e os nulos.

Não vou poder votar. Como justifico a ausência? Precisa ser no dia?

O eleitor que não estiver na cidade onde vota pode justificar a ausência. Para isso, é preciso levar o título de eleitor e documento de identificação com foto à seção eleitoral mais próxima. A justificativa pode ser feita no dia da eleição e também até 60 dias após a votação. É necessário justificativa para cada turno em que o eleitor foi ausente.

Quem tem preferência para votar?

Eleitores maiores de 60 anos, enfermos, pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, grávidas e lactantes, aqueles acompanhados de criança de colo, candidatos, juízes eleitorais, funcionários a serviço da Justiça Eleitoral, promotores públicos a serviço da Justiça Eleitoral e policiais militares em serviço.

Que tipo de campanha é permitida no dia da votação?

A legislação permite a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato, revelada exclusivamente pelo uso de bandeiras, broches, dísticos e adesivos. Mas, é vedado, até o fim do horário de votação, qualquer ato que caracterize manifestação coletiva, com ou sem utilização de veículos, tal como a aglomeração de pessoas portando vestuário padronizado.

E quais propagandas são proibidas no dia da eleição?

É crime fazer propaganda de boca de urna, como entregar “santinhos”. A lei estabelece a punição de detenção de seis meses a um ano, com a alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e multa no valor de R$5 mil a R$15 mil. Também constituem crimes, no dia da eleição, segundo a lei: o uso de alto-falantes e amplificadores de som ou a promoção de comício ou carreata; e a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos.

O eleitor que for flagrado praticando tais crimes receberá as mesmas punições. Com relação a práticas vedadas ao eleitor, é proibido trocar voto por dinheiro, material de construção, cestas básicas, atendimento médico, cirurgia, emprego ou qualquer outro favor ou bem, assim como cobrar pela fixação de propaganda em seus bens móveis ou imóveis.

Meu candidato pode me oferecer transporte para ir votar?

Nenhum veículo ou embarcação poderá fazer transporte de eleitores desde o dia anterior até o posterior à eleição, salvo: se a serviço da Justiça Eleitoral; coletivos de linhas regulares e não fretados; de uso individual do proprietário, para o exercício do próprio voto e dos membros da sua família; e o serviço normal, sem finalidade eleitoral, de veículos de aluguel.

Posso levar aparelhos eletrônicos, como celular, para a cabine eletrônica ou fazer selfie na hora da votação?

Para garantir o sigilo do voto, é proibido ao eleitor o uso de celular, inclusive para tirar selfie, durante o voto. Máquinas fotográficas, filmadoras, equipamentos de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa comprometer esse sigilo também são proibidos. Cabe à mesa receptora reter esses objetos enquanto o eleitor estiver votando.

É permitido levar uma “cola” eleitoral na hora do voto?

Sim. O eleitor pode levar uma “cola” com números de seus candidatos no dia da eleição, para agilizar o tempo de votação. Porém, essa “cola” não pode estar em aparelhos eletrônicos, apenas em papel.

Posso votar usando camisetas, broches ou adesivos do candidato de minha preferência?

Sim. É permitida, no dia das eleições, a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato, através do uso de bandeiras, broches, dísticos e adesivos. O uso de vestuário ou objeto com qualquer propaganda de partido político, de coligação ou de candidato, porém, é proibido aos servidores da Justiça Eleitoral, aos mesários e aos escrutinadores, nas seções eleitorais e juntas apuradoras. Os fiscais partidários, nos trabalhos de votação, podem usar apenas crachás com o nome e a sigla da legenda ou coligação a que sirvam, também sendo vedada a padronização do vestuário.

Se eu topar com algo irregular, a quem recorrer?

O eleitor que presenciar infração de candidato com propaganda irregular nas zonas eleitorais pode enviar denúncia, com foto, pelo site do TSE ou registrá-la pessoalmente em cartórios eleitorais. Ao denunciar, o cidadão precisa se identificar e descrever a infração, informando o local (endereço), a data e hora do ocorrido, o candidato ou partido que foi beneficiado. Não são aceitas denúncias anônimas, mas o sigilo da identidade do denunciante é garantido.

Como funciona a lei seca?

Não há uma Lei Federal que estabeleça a proibição da venda de bebidas alcoólicas no dia da eleição, segundo o TSE. O que normalmente ocorre é a edição de portarias pelas Secretarias de Segurança Pública estaduais ou municipais. Eventualmente, essas portarias são assinadas em conjunto com o presidente de TRE ou com o juiz eleitoral da circunscrição do pleito e sua divulgação é feita pela forma que tiver maior alcance (internet, rádio, televisão, jornais e etc).

O Estado de São Paulo não restringe o consumo e a venda de bebidas alcoólicas no primeiro e no segundo turno das eleições municipais, nos dias 2 e 30 de outubro, respectivamente. A medida, entretanto, não afeta a fiscalização da Lei Seca no trânsito.

Crianças podem acompanhar o eleitor na hora de votar?

Somente pessoas que tenham alguma restrição de acessibilidade, que tenham dificuldade de locomoção, de visão ou que precisem de um auxílio para votar podem ser acompanhadas na cabina de votação por uma pessoa de sua confiança. Ou seja, um eleitor que tenha plena condição de votar não pode ser acompanhado pelo filho ou filha ou outro parente na cabina.

Qual a regra para ter segundo turno? Se tiver, quando vai ser?

Pela Constituição Federal, deve haver eleição em segundo turno para prefeito quando nenhum dos candidatos obtém, no primeiro turno, mais da metade dos votos válidos, ou seja, dos votos dados exclusivamente aos candidatos que concorreram ao cargo em cidades com mais de 200 mil eleitores. Nesse caso, disputam o segundo turno os dois candidatos a prefeito mais votados. São Paulo é o estado com maior número de municípios com mais de 200 mil eleitores, sendo 28 no total. O segundo turno será realizado no dia 30 de outubro. Fonte: Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

 Eleições 2016
  30 Setembro de 2016
Fim da propaganda eleitoral no rádio e TV
Propaganda eleitoral no rádio e TV terminou ontem; já nas ruas, o barulhão só vai cessar sábado.

Terminou ontem, 29 de setembro, a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV, iniciada em 26 de agosto. Ontem também foi o último dia para propaganda política mediante reuniões públicas ou promoção de comícios e utilização de aparelhagem de sonorização fixa, das 8h às 24h.

BARULHO

No sábado, 1º de outubro, terminará a propaganda eleitoral nas ruas mediante uso de alto-falantes ou amplificadores de som. Também sábado deve cessar a distribuição de material gráfico e a promoção de caminhada, carreata, passeata ou carro de som que transite pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos.

 Eleições 2016
  29 Setembro de 2016
TSE alerta sobre o que é proibido nos dias das eleições
No próximo domingo(02), será realizado, em todo Brasil, o primeiro turno das eleições municipais.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a população deve ficar atenta a algumas normas, que proíbem algumas ações.
Arregimentar eleitores ou fazer propaganda de boca de urna é crime e a punição é de detenção de seis meses a um ano, com a alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e multa no valor de 5 mil a 15 mil. Por outro lado, é permitido a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato, revelada exclusivamente pelo uso de bandeiras, broches, dísticos e adesivos.

Também é proibido o uso de vestuário ou objeto que contenha qualquer propaganda de partido político, de coligação ou de candidato também é proibido aos servidores da Justiça Eleitoral, aos mesários e aos escrutinadores, no recinto das seções eleitorais e juntas apuradoras. Além disso, o TSE destaca que os fiscais partidários, nos trabalhos de votação, somente podem usar crachás em que constem o nome e a sigla da legenda ou coligação a que sirvam, também sendo vedada a padronização do vestuário.
 Eleições 2016
  29 Setembro de 2016
Eleitor não pode ser preso
Eleitor não pode ser preso a partir de hoje; regra vale até 48h após o encerramento da eleição de domingo.

A partir de hoje, eleitores não podem ser presos ou detidos, salvo em flagrante ou para cumprimento de sentença criminal. A regra está prevista no Código Eleitoral, que entrou em vigor em 1965 e serve para garantir a liberdade do voto. Domingo, 2 de outubro, mais de 144 milhões de eleitores vão às urnas para eleger vereadores e prefeitos. A proibição de prisão está no Código Eleitoral e vale até 48h após o encerramento da eleição. 

CORONÉIS

Na prática, mandados de prisão não devem ser cumpridos pela Polícia Federal, principalmente na Operação Lava Jato, até a semana que vem, para evitar nulidades nos processos criminais. A regra foi inserida na legislação eleitoral em 1932, com objetivo de anular a influência dos coronéis da época, que tentavam intimidar o eleitorado. Atualmente, juristas questionam a impossibilidade das prisões, mas a questão nunca foi questionada no Supremo Tribunal Federal. 

 Novidade
  28 Setembro de 2016
Lembra do Orkut?
Prazo para salvar dados do perfil termina nesta sexta.

Mensagens e fotos serão apagados para sempre pelo Google após 30 de setembro; entenda como preservar essas informações.

Se quiser guardar as informações e fotos publicadas em seu perfil do Orkut, é preciso se apressar: o prazo para fazer isso se encerra na próxima nesta sexta-feira.

A extinta rede social do Google ficou no ar por pouco mais de dez anos, de janeiro de 2004 a setembro de 2014, quando foi encerrada oficialmente.

Foi dito então que os usuários cadastrados no site teriam dois anos após o anúncio do fim do Orkut para baixar seus scraps (recados), depoimentos e fotos por meio do serviço Google Takeout, um prazo que se encerra agora.


Entenda o passo a passo para preservar essas informações do site - rede social mais popular no Brasil em meados e fim da década passada:

1) Acesse sua conta do Google com seu login e senha. Em "Informações pessoais e privacidade", clique em "Controlar seu conteúdo".

2) No campo "Copiar ou mover conteúdo", abaixo de "Fazer o download dos seus dados", clique em "Criar arquivo".

3) Isso te dará acesso ao Google Takeout, serviço no qual é possível baixar seus dados armazenados por sites do Google. Ao lado de cada site, há um botão. Deixe apenas o botão referente ao Orkut acionado (indicado pela cor verde) e clique em "Próxima".

4) Escolha o tipo de arquivo compacto no qual seus arquivos serão enviados e a forma de recebê-lo (link para download por e-mail ou adicioná-lo a algum serviço de armazenamento em nuvem, por exemplo). Clique no botão "Criar arquivo".

5) Quando o arquivo estiver carregado, clique em "Fazer download" para baixar o arquivo com seus dados.

6) Abra esse arquivo com um programa de descompactação, como 7-Zip ou WinZip, e acesse a pasta "Orkut".

7) Na pasta "Perfil", estarão seus dados, como mensagens publicadas na rede social, em arquivos HTML, que podem ser acessados pelo navegador mesmo sem acesso à internet. Na pasta "Fotos", estarão as imagens postadas por você no Orkut. É preciso extrair os arquivos e salvá-los na memória do computador. fonte; g1.com


 Saúde
  24 Setembro de 2016
Campanha de multivacinação tem Dia D neste sábado em todo o país
Campanha tem todas as vacinas disponíveis pelo SUS. Ministério disponibilizou 19,2 milhões de doses extras de 14 vacinas.

Postos de vacinação estarão abertos neste sábado (24) em todo o país para o Dia D da campanha de multivacinação lançada pelo Ministério da saúde. Além das salas de vacinação que ficam nas unidades de saúde, algumas cidades terão postos extras em escolas e praças.

A campanha inclui, pela primeira vez, todas as vacinas disponíveis pelo SUS para crianças de até 5 anos e para crianças e adolescentes entre 9 e 15 anos incompletos, incluindo a imunização contra HPV para meninas. O esforço de vacinação vai até o dia 30 de setembro.

Para realizar as imunizações, o Ministério da Saúde enviou 19,2 milhões de doses extras das 14 vacinas para os postos de saúde de todo o país. Serão cerca de 36 mil postos fixos de vacinação e 350 mil profissionais de saúde envolvidos nos 12 dias de mobilização.

As doses já estão normalmente disponíveis de forma gratuita no Sistema Único de Saúde (SUS), em qualquer posto. O objetivo principal da campanha é estimular que os pais levem os filhos para pôr em dia a carteira de vacinação.

Segundo Ana Goretti Kalumi, do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, a cobertura vacinal dos adolescentes no Brasil ainda não é adequada, por isso a campanha incluiu essa faixa etária. “Os adolescentes são um público que, diferentemente das crianças pequenas que são levadas pelas mães às unidades de saúde, são muito resistentes a buscar serviços de saúde”, disse a especialista em coletiva de imprensa.

A vacinação contra pólio ocorre normalmente no mês de agosto. Este ano, porém, ela foi adiada, segundo o Ministério da Saúde, devido à Olimpíada no Rio, que poderia diminuir a adesão.

Contra pólio, devem ser vacinadas crianças entre 6 meses e 5 anos de idade que ainda não tenham completado o esquema vacinal, que consiste em três doses da vacina injetável e mais duas doses de reforço em versão ora, a gotinha. fonte: g1.com